Na era da Transformação Digital, muitas instituições de ensino buscam tecnologias que tenham soluções eficientes para resolver problemas com mais agilidade e, assim, sobrar mais tempo para que seus gestores se dediquem à área pedagógica e ao atendimento de alunos, pais e responsáveis.

Nessa busca diária para resolver problemas de forma ágil e até mesmo preveni-los, investir em um sistema de gestão escolar é o caminho certo para o sucesso. Por isso, gestor, separamos 5 problemas que um bom sistema pode resolver em sua escola.

1. Falta de segurança de dados

Um sistema de gestão escolar garante muito mais segurança e organização para os dados da sua instituição de ensino. A plataforma conta com softwares desenvolvidos especialmente para levar proteção às informações importantes e confidenciais.

O conteúdo do sistema de gestão fica protegido na nuvem, podendo ser acessado apenas pelo administrador ou por pessoas indicadas por ele, através de login e senha. Assim, não existe o risco dos dados e das informações mais importantes da sua escola serem acessados por pessoas não autorizadas.

2. Custos altos

Uma boa gestão, seja escolar ou de qualquer outro tipo, passa pela redução de custos e melhor aproveitamento das receitas. Investindo em um sistema de gestão escolar, cujo valor é bem acessível — a média dos planos gira em torno de R$ 250 por mês —, sobrará mais verba para aplicar no que realmente interessa: a melhoria estrutural da escola, da qualidade do ensino e do atendimento aos alunos.

A aquisição de uma ferramenta — de baixo custo mensal — para organizar a gestão escolar oferece a possibilidade, por exemplo, de criar um fundo de segurança para o caso de inadimplência na escola. Com mais dinheiro em caixa, a falta de pagamento de alguns alunos não causará danos tão profundos. Deixando claro que, com uma gestão organizada a partir de um bom sistema, a inadimplência pode ser facilmente controlada. Vamos falar sobre isso mais adiante.

3. Falta de integração entre os setores

Um sistema de gestão integra todos os setores da escola. Todas as informações presentes no sistema podem ser acessadas pelos gestores educacionais e demais profissionais da instituição de ensino. Dessa forma, todos ficam por dentro de tudo o que acontece na escola e, assim, conseguem tomar decisões mais inteligentes baseadas nos dados.

Leia também: 6 passos para organizar sua secretaria escolar.

4. Inadimplência escolar

Como falamos anteriormente, com um sistema de gestão escolar, a inadimplência pode ser facilmente controlada. O avanço ou diminuição da quantidade de alunos que deixam de pagar a mensalidade pode ser facilmente acompanhado com a ferramenta. Como a lei não é clara sobre quais medidas a escola deve tomar, já que o aluno não pode ser impedido de assistir às aulas em caso de inadimplência, é necessário, pelo menos, entender esses números com exatidão.

O sistema permite a identificação imediata, deixando a escola pronta para agir com rapidez e acompanhar todo o processo. Quando o problema for identificado, a escola poderá solicitar a presença dos responsáveis para uma reunião, a fim de sanar o problema da melhor maneira.

5. Falhas de comunicação com alunos, pais e responsáveis

Quando problemas com alunos são identificados rapidamente, a comunicação com pais e responsáveis pode ser feita imediatamente, evitando contratempos ainda maiores. Os comunicados de reuniões, eventos, convites e outros avisos podem ser feitos aos alunos e pais quase que instantaneamente. Assim, não existe a possibilidade de mensagens não serem entregues.

Como podemos ver, um bom sistema de gestão escolar pode solucionar inúmeros problemas pelos quais sua instituição de ensino pode estar passando. Gestor, vale a pena investir em uma ferramenta que melhore os processos da sua escola, o desempenho de seus funcionários e sua gestão financeira.

inadimplência-escolar