A educação é a base de tudo. Educar, por sua vez, é assumir a responsabilidade de contribuir com a formação de um sujeito em sua totalidade, trabalhando não apenas seu intelecto, mas sua dimensão social, cultural e física. É ter o estudante como o grande centro da aprendizagem e fazer parte da construção de seus conhecimentos.

Entretanto, pensando a realidade que vivemos atualmente, como educar da melhor maneira aqueles que estão cada vez mais propensos a exigirem novas abordagens na hora de aprender? Parece ser uma resposta óbvia, mas a melhor forma de fazer com que os alunos se mantenham engajados e dispostos a aprender é repensando a educação que temos hoje.

Para isso, é necessário dar espaço para que eles pensem e tenham uma visão mais ampla sobre a importância da educação. Ou seja, é preciso que os gestores comecem a entender que o jeito mais assertivo de absorver um conteúdo é estudá-lo de maneira interativa e didática.

O cinema, por exemplo, consegue ser um meio extremamente didático, instigante, dinâmico e acessível, tendo um grande potencial informativo e capacidade de atender às novas demandas educacionais que vêm surgindo. Ao levá-lo para a sala de aula, é preciso pensar em como pode ser utilizado para estimular a reflexão, incentivando que os alunos aprimorem seu raciocínio e queiram praticar aquilo que aprenderam.

Afinal, mais do que entreter, diversos filmes são criados com o intuito de inspirar, principalmente quando se trata da educação. Eles contribuem para que professores e alunos repensem a educação e o modelo tradicional de ensino, buscando por mudanças no modo de aprendizagem.

Então, pensando em te ajudar a direcionar melhor os conteúdos abordados em sala de aula, separamos 5 sugestões de filmes e séries inspiradoras. Confira:

 

O Aluno

 

Trata-se de um filme baseado na história real de Kimani Maruge Ng’ang’a, que tinha o sonho de aprender a ler e escrever. Maruge faleceu em 2009, mas antes deixou seu legado e exemplo de persistência. Em 2003, quando soube pelo governo que existia um programa de “Educação para todos”, tomou a decisão de se matricular em uma escola primária para dar início à realização de seu sonho.

Mesmo causando revolta em moradores da região, não desistiu de estudar em uma escola que era habituada a receber apenas crianças. Com isso, se tornou a pessoa mais velha a se matricular em uma escola primária, aos 89 anos, segundo o Guinness Book. Sua atitude deu tão certo, que graças ao seu esforço e apoio de uma das professoras, ele também se tornou um grande educador.

Assista ao trailer legendado:

 

Entre os muros da escola

 

Lançado em 2008, o filme conta a história de François Marin, um professor de língua francesa que dá aula em uma escola localizada na periferia de Paris. Juntamente com seus colegas de ensino, busca fazer com que os alunos aprendam o máximo possível ao longo do ano letivo. Contudo, ele precisa lidar com um cenário na escola em que alunos problemáticos, violência e tensões étnicas são uma realidade.

Mesmo que não aponte uma solução para os problemas enfrentados em grande parte das escolas, o filme traz uma nova visão sobre desigualdade social e desperta uma análise mais aprofundada sobre o tema. Isso, de certa forma, já é uma maneira de contribuir com soluções.

Assista ao trailer legendado:

 

Merlí

 

Trata-se de uma série espanhola que busca mostrar, com uma dose de humor e diálogos bem construídos, como a filosofia pode ser interessante. Conduzida por um professor fora dos padrões sociais e com métodos de ensino nada convencionais, a série busca trazer à tona conflitos vividos por adolescentes e jovens como um meio de promover a desconstrução reflexiva.

Aborda temas como o jovem descobrindo sua sexualidade, a garota que não consegue se dar bem com a família, o aluno que se nega a ir à escola devido ao bullying que sofreu, dentre várias outras situações que estão presentes no dia a dia das escolas e precisam ser solucionadas.

Assista ao trailer legendado:

 

A sociedade dos poetas mortos

 

O filme, produzido em 1989, conta a história do professor John Keating, um ex-aluno da instituição Welton, em Londres, que foi chamado para substituir um professor que se aposentou na matéria de Literatura. Devido aos seus métodos de ensino pouco convencionais, ele consegue conquistar a simpatia dos alunos, mas provoca irritação na direção do colégio e nos pais dos estudantes.

No decorrer do filme, o professor John Keating instiga que os alunos questionem suas vontades e enfrentem as enormes pressões sofridas por seus pais e por uma escola tão tradicional e com métodos extremamente ortodoxos. Com sua ajuda, os alunos aprendem a não serem tão tímidos e a seguirem seus sonhos.

Assista ao trailer legendado:

 

Como estrelas na terra – toda criança é especial

 

O filme conta a história de uma criança que possui dislexia e tem dificuldades de ser compreendida pelos professores e seus pais. Ishaan Awanti, de 9 anos, afirma que as letras dançam em sua frente e não consegue acompanhar as aulas ou prestar atenção. Com a chegada de um professor substituto de artes, que percebe que algo está errado com Ishaan, é iniciado um plano para resgatar o garoto.

Trazendo à tona uma temática pouco abordada, mas existente nas escolas, o filme propõe que os educadores repensem a educação que estão destinando aos alunos e entendam mais a fundo a importância de dar uma maior atenção às defasagens apresentadas por eles, com o intuito de estabelecer uma estratégia para que todos tenham um mesmo desempenho.

Assista ao trailer legendado:

 

O que você achou dos filmes e séries que foram abordados neste texto? Caso conheça mais algum título que possui uma temática que ajude professores, alunos e gestores a repensar a educação, deixe seu comentário.

Ah, siga-nos em nossas mídias sociais:

Facebook: /SistemaiScholar
Instagram: @sistemaischolar

Até a próxima!